Grand Canyon West: os incríveis cânions do Arizona

Um pouco sobre o Grand Canyon

O Grand Canyon está localizado no estado do Arizona e é considerado uma das sete maravilhas naturais do mundo. O Parque Nacional é um famoso ponto turístico para quem vai à Califórnia e a Las Vegas, sendo visitado por milhares de pessoas todos os anos.

O Parque Nacional do Grand Canyon possui duas entradas principais: South Rim e North Rim. Dirigindo desde Las Vegas, são cerca de 450 quilômetros até South Rim e 400 quilômetros até North Rim. Devido às longas distâncias, não considero uma boa opção fazer um bate-e-volta desde Las Vegas, pois se torna muito cansativo.

Nas vezes em que estive em Las Vegas, optei por visitar Grand Canyon West. A parte oeste dos cânions não está localizada dentro do Parque Nacional, porém é uma excelente opção para quem quer fazer um bate-e-volta tranquilo e retornar para dormir em Las Vegas.

Grand Canyon West está a cerca de 200 quilômetros de Las Vegas e fica em uma reserva dos índios Hualapai.

Entenda onde fica Grand Canyon West

No mapa abaixo, eu marquei em amarelo Las Vegas e também as principais cidades da Califórnia. O Grand Canyon West está marcado de roxo. Clique nas marcações para ver o nome das cidades e entender onde fica o Grand Canyon West.

Represa Hoover Dam

Quem planeja fazer um bate-e-volta em Grand Canyon West, pode combinar uma parada na represa Hoover Dam, que fica no meio do caminho. Esta represa abastece toda a cidade de Las Vegas e é uma das maiores dos Estados Unidos. Ela está localizada exatamente na divisa entre os estados de Nevada e Arizona, a cerca de 50 quilômetros de Las Vegas.

Chegando no local, há alguns estacionamentos pagos, porém se você dirigir até a parte baixa da represa há bastante estacionamento gratuito. Ali, você vai conseguir ver e fotografar a famosa ponte de baixo.

Grand Canyon West

Dali, são mais 150 quilômetros até Grand Canyon West. No caminho, a paisagem proporciona vistas maravilhosas do deserto, cidades formadas por trailers e paisagens de cactos e de árvores joshua, que são bem comuns por lá. Aproveite para fazer diversas paradas para fotos, pois o caminho é deslumbrante!

Estacionamento e ingressos do parque

Chegando no Grand Canyon West, há um grande estacionamento em frente à entrada. Estacione o carro e se dirija à recepção, que possui banheiros, souvenirs, bebidas e lanches. Ali, já é possível ver os índios da tribo Hualapai, que administram todo o parque.

Há dois tipos de ingresso:

Gold Package: inclui entrada ao parque, almoço e visita ao Skywalk. $71,38 + impostos
Legacy Package: inclui somente a entrada ao parque. $46,95 + impostos

Eu considero a melhor opção comprar o Gold Package, pois as opções para comer no parque são poucas e a visita ao Skywalk é imperdível.

Com o ingresso na mão, é hora de esperar um ônibus que leva os turistas às três paradas do parque: Eagle Point, Hualapai Ranch e Guano Point. Os ônibus passam em cada uma das paradas a cada 15 minutos, então você pode descer e subir em qualquer uma delas quando quiser.

Hualapai Ranch

A primeira parada é em Hualapai Ranch, que é uma espécie de rancho do velho oeste. Há carroças, cavalos e construções no estilo faroeste. Também há um restaurante em que você pode almoçar. Já almocei ali mais de uma vez e me arrependi nas duas… É uma espécie de “bandejão”, onde você chega no caixa e escolhe duas opções de pratos. Por ser uma das únicas opções para comer, está sempre cheio e é difícil encontrar lugar para sentar.

Uma coisa que chamou atenção em Hualapai Ranch é que há um xerife manuseando um chicote e fazendo uma espécie de encenação no estilo velho oeste. Vimos ele ensinando tiro ao alvo para crianças de mais ou menos dez anos de idade. Vai entender essa paixão de americano por armas, desde pequeninhos…

Eagle Point

Em Eagle Point, você vai se deparar pela primeira vez com a imensidão do Grand Canyon. Repare que não há nenhuma proteção na borda dos cânions. Então tenha muito cuidado, principalmente se você estiver com crianças! Há quem se arrisca e chega bem próximo da borda, mas eu acho um risco desnecessário. É possível contemplar toda aquela beleza a uma distância segura.

É nesta parada que fica o famoso Skywalk. Esta plataforma de vidro tem formato de “U”, está suspensa no ar e foi construída a 1.200 metros de altura. Dali, é possível olhar para baixo e ter a real noção da imensidão e profundidade dos cânions. Eu morri de medo e quase não consegui desgrudar do corrimão… Não é permitido levar consigo nenhum objeto (nem câmera). Todos os visitantes devem deixar os pertences em uma sala com lockers. Há um fotógrafo tirando fotos dos turistas, que são vendidas depois.

Guano Point

A terceira parada, Guano Point, é mais rústica e possui as vistas mais bonitas do Grand Canyon! Há também um restaurante e banheiros. Ali você pode seguir uma trilha que leva até o alto para ter um visual espetacular dos cânions e do rio Colorado.

Informações importantes

No verão, o clima é extremamente quente e seco. Leve óculos escuros, protetor solar, garrafa d’água e lanchinhos no carro, especialmente porque no caminho para o Grand Canyon encontramos apenas um pequeno mercadinho. No inverno, é bastante frio (e neva!), então agasalhe-se bem e calce um sapato seguro e confortável, principalmente se a neve deixar o chão escorregadio.

Faça o download no celular do mapa de todo o trajeto, desde Las Vegas, pois não há sinal de celular no caminho. Em alguns pontos, o sinal é bem fraco e não carrega o GPS do Google Maps, por exemplo.

No site oficial do Grand Canyon West você também encontra opções de passeios de barco e helicóptero, que devem ser incríveis!

Gostou do que está lendo?

Junte-se à nossa rede de viajantes e receba grátis as atualizações do blog!>

Comente aqui!

Comentários