Castelo de Praga: conhecendo o maior do mundo

Um pouco sobre o Castelo de Praga

O Castelo de Praga (em tcheco: Pražský hrad) está localizado no alto da Colina Hradcany, onde a cidade foi fundada. Se você olhar o mapa de Praga, verá que o Rio Moldava corta a cidade de norte a sul, sendo que o castelo fica no lado esquerdo do rio.

O Castelo de Praga foi fundado em meados do século 9 e antigamente era a casa de diversos reis da Boêmia. Hoje em dia, serve como residência presidencial. A sua área total é de mais de sete hectares, por isso o Guinness Book o considerou o maior castelo do mundo.

Ao contrário do que muitos podem pensar, o Castelo de Praga não é formado por um único prédio e nem tem o formato de um castelo propriamente dito. O complexo engloba diversas construções, tais como a Catedral de São Vito, o Palácio Real e a Torre Daliborka.

Para ver todos os posts sobre a República Tcheca, clique aqui

Catedral de São Vito: uma das principais construções de Praga

Entenda onde fica o Castelo de Praga

No mapa abaixo, eu marquei em roxo o Castelo de Praga. Ele fica na margem esquerda do Rio Moldava e pode ser combinado com um passeio, no mesmo dia, pelo Muro de John Lennon, pelo Kampa Park e pela Charles Bridge, que estão em amarelo.

Praga vista do castelo: e a Charles Bridge cheia de gente!

Como é o passeio?

O Castelo de Praga é formado por doze construções. Dentre elas, está a Catedral de São Vito, que impressiona pela sua imensidão, tanto por dentro como por fora. A Golden Lane, ou “Rua Dourada”, também merece ser visitada com calma, pois é cheia de cantinhos e casas interessantes para conhecer.

Na entrada do complexo, você vai escolher um dos tipos de ingresso, chamados de “circuitos”. Cada um deles dá acesso a determinado número de prédios e atrações. Com o ticket na mão, basta você acompanhar o mapinha que é fornecido na entrada do castelo e visitar os pontos de seu interesse.

Fomos para o castelo de manhã cedo, almoçamos por lá e saímos no início da tarde. Achei o tempo suficiente para conhecer o que mais tínhamos curiosidade. O lugar está sempre muito cheio, então leve em consideração que vai enfrentar filas e multidão para caminhar pelo castelo e dentro dos prédios.

Catedral de São Vito

A Catedral de São Vito (em tcheco: Katedrála svatého Víta) é a construção que mais impressiona dentro do Castelo de Praga. Ela foi construída em estilo gótico e é nada menos que a maior igreja da República Tcheca! A sua construção iniciou em 1344 e só terminou em 1929.

Além de dados impressionantes como levar aproximadamente 600 anos para ficar pronta, a catedral possui torres com quase 100 metros de altura. Até 1836, os reis do país eram coroados no seu interior e, até hoje, é onde estão guardadas as joias da coroa. Ali dentro também eram cremados príncipes, reis, imperadores e futuros santos, cujos restos mortais ainda estão na igreja.

Olhando de frente, a igreja é tão imensa que quase não cabe na foto. Lá dentro, o pé direito é tão alto e tudo é tão grande que é impossível não ficar de boca aberta. Para entrar, nós enfrentamos uma pequena fila, já que eles liberavam a entrada conforme as pessoas iam saindo.

Onde fica a Catedral de São Vito?

No mapa aqui embaixo, dá para ter uma noção de onde está localizada a Catedral de São Vito dentro do complexo. Depois que você comprar os ingressos naquela parte do castelo acessível pela “Lesser Town” (canto inferior esquerdo), basta você atravessar uma passagem entre os prédios para estar de frente para a igreja.

Foto retirada do site: hrad.cz

Golden Lane

A Golden Lane (em tcheco: Zlatá ulička) é uma ruela que foi construída no século 16 para os guardas do castelo de Rudolf II. Ela ganhou esse nome por causa dos ourives que moraram ali no século 17. Ao longo de toda rua, há casinhas pequenas e coloridas, que foram pintadas ainda na década de 1950. Originalmente, havia casas nos dois lados da Golden Lane, mas elas foram demolidas no século 19.

Hoje em dia, é possível entrar em várias dessas casinhas. Muitas delas possuem explicações sobre quem morava ali e há réplicas perfeitas dos móveis e utensílios utilizados na época. Outras também são lojinhas de souvenirs e de artesanato local. Uma casa que merece destaque é a de número 22, utilizada pelo escritor Franz Kafka para escrever entre os anos de 1916 e 1917.

Exposição de armaduras, armamentos e lojinha de souvenirs

Logo que você chegar à Golden Lane, irá ver uma porta aberta com uma armadura e uma escada. Não deixe de subir ali! Há uma exposição bem legal de armaduras antigas e armamentos utilizados nas guerras ao longo de vários anos. Há uma coleção incrível de espadas, facas e objetos de tortura.

Em uma das portinhas dentro da torre, há uma loja de souvenirs que nós adoramos. Há diversos tipos de lembranças para levar pra casa, tais como miniaturas, espadas e até armaduras. Não resistimos e compramos miniaturas de guerreiros medievais, que tinham uma riqueza de detalhes incrível!

Onde fica a Golden Lane?

No mapa aqui embaixo dá para ver que a Golden Lane fica mais afastada da entrada do castelo. Nós a visitamos depois da Catedral de São Vito. Basta você seguir o caminho que fica após a igreja que você vai chegar à ruela com casinhas coloridas.

Foto retirada do site: hrad.cz

Torre Daliborka

Depois de percorrer toda a Golden Lane, você vai chegar à Torre Daliborka, que construída em 1496. Ela fazia parte das antigas fortificações do castelo e foi utilizada como prisão até 1781. O nome da torre faz alusão ao seu primeiro prisioneiro, chamado Dalibor z Kozojed.

Old Royal Palace

Outro lugar imperdível para visitar no Castelo de Praga é o Palácio Real. O seu prédio original, feito principalmente de madeira, foi construído no castelo entre os séculos 9 e 10. No século 12, o príncipe Soběslav resolveu construir um palácio romântico de pedra, ao lado de um novo muro de fortificação. Posteriormente, um novo palácio foi remodelado e está superposto aos demais.

Ao longo dos séculos, portanto, foram construídos três palácios, cada um deles em uma época, que foram utilizados como residência de vários reis da Boêmia. Hoje em dia, é ali que está a cópia da Coroa Tcheca. O passeio passa por vários aposentos, com móveis de época, brasões das famílias que ali moraram e quadros de diversos membros da família real.

Onde fica o Palácio Real?

No mapa aqui embaixo, dá para ter uma noção de como o Palácio Real é grande. A entrada para o passeio fica na parte de trás da Catedral de São Vito, bem em frente à torre do relógio.

Foto retirada do site: hrad.cz

The South Gardens

Os Jardins do Sul possuem cerca de 500 metros de comprimento e ficam atrás do Palácio Real. Eles são formados por três jardins menores, que podem ser visitados livremente pelos turistas.

A vista da cidade a partir dos jardins é linda! Aproveite para fotografar os telhados laranjas dos prédios e a cúpula verde da Igreja de São Nicolas. Ali há, ainda, um terraço e diversos banquinhos para sentar e descansar depois de tanto bater perna.

Onde ficam os Jardins do Sul?

Para chegar aos jardins, basta você atravessar o local em que é feita a visitação ao Palácio Real. Há uma passagem que vai levar você diretamente aos jardins. Você pode deixar para visitá-los por último, pois, a partir dali, é possível descer uma escadaria que vai conduzir você diretamente ao lindo bairro Malá Strana.

Foto retirada do site: hrad.cz

Jardim Real

O Jardim Real (em tcheco: Královská Zahrada) fica exatamente no lado oposto dos Jardims do Sul. Ele foi construído em 1534 e está localizado no lugar de antigas videiras medievais. Como ele fica bem afastado do resto do complexo, não chegamos a conhecê-lo. Considero dispensável ir até lá se você for aos Jardins do Sul, que são maiores e ficam próximos a uma das principais saídas do castelo.

Foto retirada do site: hrad.cz
Onde fica o Jardim Real?

Nenhuma das construções do castelo fica próxima ao Jardim Real. Para visitá-lo, você deve voltar ao local em que comprou os ingressos e, dali, caminhar até o jardim.

Foto retirada do site: hrad.cz

Basílica de São Jorge

A Basílica de São Jorge foi a segunda igreja construída no Castelo de Praga. Somente uma parte do prédio, fundado em 920 pelo príncipe Vratislav I, foi preservada. Quando foi inaugurado ali um convento de freiras Beneditinas, a igreja foi reconstruída e ampliada.

Embora a visita ao seu interior estivesse inclusa no nosso ingresso, não chegamos a conhecê-la. A fila era muito grande e a vontade de conhecer outros lugares dentro do complexo era maior. Afinal, já tínhamos visitado a Catedral de São Vito e nada poderia ser mais grandioso do que ela! Se você tiver disposição, aproveite para dar uma espiada na Basílica.

Foto retirada do site: hrad.cz
Onde fica a Basílica de São Jorge?

A Basílica de São Jorge fica exatamente no meio do caminho entre a Catedral de São Vito e a Golden Lane. Aproveite para visitá-la quando estiver se deslocando de um lugar para o outro.

Foto retirada do site: hrad.cz

Dias e horários de funcionamento

O Castelo de Praga abre diariamente, das 6 às 22 horas. Entretanto, os prédios e exibições possuem horários de funcionamento variados, que giram em torno das 9 às 16 horas (no inverno) ou 17 horas (no verão). Antes de planejar sua visita, consulte o site oficial para não ter nenhuma surpresa e encontrar a exibição que você queria conhecer fechada.

Escadaria que sai do castelo e leva ao bairro Malá Strana

Quanto custam e quais são os tipos de ingressos?

Para visitar o Castelo de Praga, você precisa escolher uma das três opções de circuitos quando comprar o ingresso. Cada um deles dá direito a acesso a determinados prédios e exibições do castelo. A opção que eu considero melhor para quem quer conhecer as principais atrações e não quer passar mais do que um turno por lá é o Circuit B.

Os tipos de circuitos são os seguintes:

  • Circuit A: Catedral de São Vito, Old Royal Palace, exibição “A história do Castelo de Praga”, Basílica de São Jorge, Golden Lane com a Torre Daliborka, Torre de Pólvora, Palácio Rosenberg
  • Circuit B: Catedral de São Vito, Old Royal Palace, Basílica de São Jorge, Golden Lane com a Torre Daliborka
  • Circuit C: Exibição “O tesouro da Catedral São Vito”, Galeria de Arte do Castelo de Praga

Os preços para cada circuito, em coroas tchecas, são os seguintes:

  • Circuit A: CZK 350 (adultos) e CZK 175 (6 a 16 anos, e acima de 65 anos)
  • Circuit B: CZK 250 (adultos) e CZK 125 (6 a 16 anos, e acima de 65 anos)
  • Circuit C: CZK 350 (adultos) e CZK 175 (6 a 16 anos, e acima de 65 anos)

A entrada é totalmente gratuita para crianças menores de 6 anos. Para famílias com, no máximo, dois adultos, também há preços diferenciados para acompanhantes menores de 16 anos. Para conferir todos os valores dos ingressos com preços diferenciados, consulte o site oficial.

Uma das entradas para o Castelo de Praga

Como chegar?

A estação de metrô mais perto do Castelo de Praga é a Malostranská. Por ali, passa a linha A (verde). Descendo do metrô, você pode caminhar ladeira acima até o castelo. É bastante cansativo, ainda mais se o sol estiver forte e você quiser economizar sua energia para bater perna dentro do castelo.

Optamos por ir até a estação de tram, exatamente em frente ao metrô, que são os trens que andam nos trilhos da rua. É só você procurar uma fila de gente no canteiro central da rua, pois provavelmente todos estarão esperando o tram que leva até o castelo. Espere pelo tram 22 e desça na parada chamada Pražský hrad. Dali, caminhe 5 minutos e você chegará no castelo.

Tram que leva ao Castelo de Praga: pegue o número 22 e desça na parada Pražský hrad

E por onde ir embora?

Para ir embora do Castelo de Praga, vá aos Jardins do Sul e caminhe em direção à escadaria que leva ao bairro Malá Strana (Lesser Town). A caminhada até o bairro cansa, mas a vista é sensacional! Caminhe pelas ruelas e veja os telhados alaranjados e as casinhas coloridas da cidade: é tudo muito lindo!

Escadaria que leva ao lindo bairro Malá Strana

Para ver todos os posts sobre a Europa, clique aqui

Gostou do que está lendo?

Junte-se à nossa rede de viajantes e receba grátis as atualizações do blog!>

Comente aqui!

Comentários