Bastei: um lugar impressionante na Suíça Saxônica

Um pouco sobre Bastei e a Suíça Saxônica

A Suíça Saxônica é uma região encantadora com cerca de 36 mil hectares, que é preservada por um Parque Nacional. Circulando por lá, você vai ver florestas e o seu principal cartão-postal, que é a incrível Bastei. Mas não se engane pelo nome: o Parque Nacional não fica na Suíça, e sim na Alemanha! Para ter uma noção do seu tamanho, imagine que a Suíça Saxônica se estende pelo leste da Alemanha até chegar bem próxima da fronteira com a República Tcheca.

As formações rochosas de Bastei são inacreditáveis e se erguem próximas ao rio Elba. Elas são formadas por montanhas de arenito que foram transformadas pelo clima ao longo de milhões de anos. Para ter uma ideia, sua vegetação se fixou nas rochas de arenito e consegue viver quase que sem água! Com uma ajudinha da erosão, Bastei foi sendo moldada e formou arcos, abriu fissuras e rasgou paredões rochosos ao longo de todos esses anos.

Uma visita ao Parque Nacional é uma experiência muito legal se você estiver viajando pela região de Dresden, na Alemanha, pois demora cerca de uma hora de carro para dirigir até lá. Além do mais, a entrada de Bastei é gratuita e os horários são super flexíveis. Para quem não estiver motorizado, o acesso também pode ser feito de trem, sendo que um ônibus leva o visitante até bem pertinho da entrada para as formações rochosas.

Para ver todos os posts sobre a Alemanha, clique aqui

Basteibrücke: a ponte mais famosa de Bastei

Mas o que exatamente é Bastei?

A região de Bastei possui formações rochosas com 194 metros de extensão que ficam sobre o rio Elba, nas Montanhas de Arenito do Elba. As rochas são irregulares e estão localizadas a aproximadamente 305 metros acima do nível do mar. Elas atingiram esse formato cheio de curvas e fendas por causa da erosão da água e do vento, ao longo de alguns milhões de anos.

As rochas de Bastei são visitadas por turistas há cerca de 200 anos, quando foi construída a Basteibrücke. Originalmente, a ponte era de madeira e servia para ligar uma rocha à outra. Em 1851, ela foi substituída por outra de pedra, que está lá até hoje e é por onde passam milhares de pessoas todos os anos. A Basteibrücke possui quase que a mesma cor das rochas e, por isso, é fácil confundi-las em vários pontos.

Entenda onde fica Bastei

No mapa abaixo, eu marquei Bastei em roxo. Ela fica na região da Suíça Saxônica, no leste da Alemanha. O parque fica mais ou menos na metade do caminho entre Berlim e Praga, que estão em amarelo. Em verde, está marcada Dresden, de onde dá para fazer um bate-e-volta.

Como é o passeio?

Chegando em Bastei, você precisa caminhar do estacionamento ou da parada de ônibus pela rua Basteistraße, em direção ao hotel Berghotel, que é basicamente a porta de entrada para as rochas. Se você deixar o carro em um dos estacionamentos mais distantes, também pode chegar ao hotel através de uma das trilhas em meio à floresta, que foi o que nós fizemos. O caminho é bonito e todo em meio às arvores, mas não é uma boa opção se tiver chovido, o que também foi o nosso caso!

Chegando em frente ao hotel, você vai ver um caminho que dá acesso às trilhas que levam às formações rochosas. Uma vez ali, basta seguir as placas para chegar à Basteibrücke e aos caminhos que deixam a ponte ainda mais fotogênica. O trajeto também é cheio de curvas e escadas, então esteja preparado para caminhar bastante. Aproveite para explorar todos os cantinhos que encontrar pelo caminho, pois opções de trilhas não faltam. É tudo muito bem sinalizado!

Como chegar?

  • Se você estiver de carro

A estrada que leva a Bastei é linda, pois é cheia de curvas e cercada por florestas. Chegando ao parque, não deixe o carro no primeiro estacionamento que estará à sua esquerda: ele está muito longe das formações rochosas. Continue dirigindo e chegue aos dois próximos estacionamentos. Dali, uma pequena caminhada levará você até o hotel Berghotel. Um pouco mais à frente estará a ponte de Bastei.

Em cada estacionamento, há uma máquina de autoatendimento para pagar o ticket pelo tempo que você ficar lá. Quando estivemos em Bastei, a máquina estava desativada, então nosso passeio saiu totalmente de graça. Antes de ir às rochas, verifique se a máquina está ligada e pague o seu ticket, que funciona igual a um parquímetro.

  • Se você for de trem

A estação de trem mais próxima de Bastei é a Kurort Rathen, por onde passa a linha S-Bahn 1. Ali chegam trens de outras cidades, como Dresden, de onde é possível fazer um bate-e-volta tranquilamente. Da estação até as rochas, você precisa tomar uma balsa para atravessar o rio Elba e depois seguir uma trilha até a ponte, que dura menos de trinta minutos.

O rio Elba deixa a paisagem ainda mais linda!

Preços e horários de funcionamento

O parque fica aberto diariamente, das 10 às 23 horas. O acesso a Bastei é gratuito. Antes de ir, consulte a previsão do tempo porque não é raro chover por lá. Quando fomos, chegamos logo após a chuva ir embora e o chão ainda estava molhado e um pouco escorregadio.

Também é possível fazer uma pequena trilha que leva às ruínas de um antigo castelo medieval que foi construído em cima das rochas. Não chegamos a ir nessa parte de Bastei porque havia chovido, mas o acesso custa aproximadamente 1,50 Euro.

Uma das pequenas trilhas leva à melhor vista da Basteibrücke

Para ver todos os posts sobre a Europa, clique aqui

Gostou do que está lendo?

Junte-se à nossa rede de viajantes e receba grátis as atualizações do blog!>

Comente aqui!

Comentários